O quão rasgada pode ser a calça jeans?

by Eduardo Lautert


Jeans rasgado é legal. Mas cuidado pra não passar do ponto.

Frequentemente falamos aqui que um visual natural, que não exige horas de planejamento e combinações meticulosamente pensadas é provavelmente a saída mais elegante. Quando a gente se esforça demais para alguma coisa, o resultado sai forçado. E em termos de estilo, isso não é nada bom.

Isso vale pra aquele modelo de calça jeans mais velho e rasgado. Não é falta de elegância sair por aí com um par desses. Se ele tem um corte bacana, que valoriza o corpo sem ficar folgado ou apertado demais, provavelmente é uma boa escolha. Mas calma. É sempre bom pegar leve na hora de escolher o quão rasgado. Passar do ponto aqui faz o figurino sair do elegante e ir pro chamativo, exagerado - chegando a dar pena dos mais esfarrapados. Por isso é bom evitar modelos com muitas 'aberturas'. Joelhos são uma posição legal para um ou dois rasgos. Saindo muito disso a coisa já descamba pro exagero.

Aqui (1, 2 e 3) vão alguns modelos que pecaram no excesso e logo abaixo vai uma galeria com ideias bacanas de jeans rasgado:


Referência pra homem: Kumail Nanjiani

by Eduardo Lautert


É quarta-feira e como todos sabem, dia de referência de estilo.

Kumail Nanjiani é um ator, roteirista e comediante nascido no Paquistão e radicado nos Estados Unidos. Conhecido pelas séries "Silicon Valley", "Burning Love" e "Franklin & Bash", além do filme "The Big Sick"- que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Original - ele não é a referência óbvia de estilo, mas mostra tremendo bom gosto e simplicidade na hora de escolher os figurinos.

Uma das primeiras coisas que chama atenção é a sua escolha de cores, que raramente foge dos tons de azul, cinza, marrom e preto. Certo ele, já que tratam-se de cores sóbrias e que combinam muito bem entre si - além de facilitar na hora de investir em peças com cores ou estampas mais vibrantes. Outro aspecto a ser destacado é a simplicidade. 90% das vezes ele monta o figurino inteiro com peças básicas como camisas, paletós, jeans, sapatos e etc. Precisa mais? Acertando nas medidas e no corte de cada uma, o básico vira elegante e chama atenção da melhor forma possível.


O estilo do Festival de Cinema de Cannes 2018

by Eduardo Lautert


Tudo bem que o fim de semana foi de casamento real, mas por causa da formalidade do evento, fica quase fora de contexto analisar fraques e trajes militares presentes na cerimônia.

Paralelamente, terminou no último sábado a 71ª edição do Festival de Cinema de Cannes - um dos eventos de cinema mais prestigiados do mundo. E como não poderia deixar de ser, palco de muitos momentos elegantes de seus participantes. Muito mais próximo da nossa realidade estética do que o casamento do príncipe, não é?

Portanto, com o perdão da realeza, aqui vão os destaques do último Cannes Film Festival em termos de estilo:


As 30 camisetas da Copa do Mundo

by Eduardo Lautert


Faltando menos de um mês para o principal torneio de seleções de futebol do mundo, aproveitamos o clima da sexta-feira para apresentar o estilo das seleções presentes na Copa.

Abaixo listamos e comentamos 30 camisas das seleções classificadas - no total são 32 participantes, mas Irã e Marrocos ainda não lançaram seus uniformes.


Referência pra homem: Donald Glover

by Eduardo Lautert


Precisamos falar sobre Donald Glover (a.k.a. Childish Gambino). E nada mais justo que aproveitar a quarta-feira, dia internacional das referências de estilo masculino.

Ator e criador da premiada série "Atlanta", ele ainda tem no currículo filmes como "Magic Mike XXL", "Perdido em Marte", "Homem-Aranha: De Volta ao Lar", "Solo: Uma História Star Wars" e emprestará a voz para o personagem Simba no remake de "O Rei Leão". Paralelamente, sua carreira musical (na qual se entitula Childish Gambino) segue no mesmo ritmo. Seu último clipe, "This is America", foi um dos mais assistidos da história, chegando a mais de 100 milhões de visualizações em uma semana.

Mas o assunto aqui é moda. E claro que o cara também se vira muito bem no palco, nos tapetes vermelhos e etc. Famoso por combinações inusitadas (mas não exageradas), ele se mostra extremamente simples e inteligente. O mesmo tênis surrado, camisetas velhas e peças muito originais geralmente são combinadas com sabedoria, principalmente em relação as cores. Cortes e tamanhos seguem um excelente padrão, evitando roupas muito folgadas ou justas. A galeria abaixo mostra um pouco dessa originalidade do rapaz:


6 vezes que Neymar foi referência e 6 vezes que Neymar não foi referência

by Eduardo Lautert


A cerca de um mês da Copa do Mundo, os olhares de boa parte das pessoas começam a se voltar pra Rússia. E aproveitando o alvoroço que o maior torneio de futebol do planeta causa, a gente se volta para aquele que talvez represente a nossa maior esperança de hexa: Neymar.

Craque, gênio da bola e sem dúvida um dos principais nomes da Copa, Neymar Jr é também conhecido pelo estilo ousado dentro e fora de campo. Mas calma, o nosso 10 também tem momentos inspirados, que representam muito melhor a elegância que ele demonstra com a bola no pé.

Dito isso, aqui vão os 6 piores e os 6 melhores momentos de Neymar quando o assunto é moda:


O estilo do Met Gala 2018

by Eduardo Lautert


Como muitos devem ter visto, aconteceu no último domingo, em Nova York, o Met Gala - um dos mais importantes eventos de moda e arte do mundo.

Todo ano o baile do Met arrecada fundos para o Costume Institute - que preserva um acervo de milhares de roupas e acessórios de diferentes épocas e diferentes etnias. Esse ano, além de apoiar essa causa, o evento também serviu como prévia da grande exposição "Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination", que abriu nessa semana no próprio Met e se tornou tema de grande parte dos figurinos.

Ou seja, tudo isso para dizer que muitos dos figurinos que veremos abaixo são inspirados na temática religiosa da exposição. Justificando (em tese) a presença de ornamentos, brilhos e demais características por vezes consideradas exageradas.

Vamos aos figurinos:


Referência pra homem: George Cortina

by Eduardo Lautert


Quarta-feira vocês já sabem como funciona. É dia de referência por aqui.

E hoje vamos falar sobre uma cara já conhecida por muitos apreciadores da moda contemporânea: George Cortina. Ele é modelo e stylist e uma das figuras mais vistas no mundo da moda hoje em dia. Isso porque além de stylist modelo nas horas vagas, ele também é figura carimbada nos principais sites e blogs especializados.

Assim como vários exemplos que demos por aqui, ele representa muito bem aquela história de que homem mais velho pode ser elegante e referência de bom gosto.

Cortina é um cara que sabe como se vestir. Sem exageros de cores ou estampas, ele passa a ideia de um homem sério, mas com roupas que esbanjam personalidade e criatividade. Sim, criatividade. Porque por mais que ele aposte seguidamente em visuais mais sérios, ele consegue combinar cores com muita categoria e precisão, utilizando itens certeiros sem precisar chamar atenção pelo excesso - a não ser que seja de elegância.


Desert boots

by Eduardo Lautert


Se a ideia é começar a semana com o pé direito, que seja bem calçado.

As botas desert são botas que se adaptam muito bem a qualquer roupa e ocasião. Antigamente elas eram um item super comum no figurino surfista, por causa do seu conforto e estilo despojado, mas hoje a coisa se espalhou tanto que pode ser vista com terno, jeans, bermudas (evitar), no verão e no inverno.

Existem diversos modelos. Os mais comuns são os de camurça, com solado de borracha e cadarço de couro, mas existem também os de couro, tecido e sintéticos, com solas de madeira e couro. Outra coisa bacana é que eles variam bastante de cor, indo dos mais discretos e formais em tons de marrom e preto aos mais chamativos chegando a azul e até vermelho.

Abaixo vai uma galeria com sugestões de cores e combinações:


Youtube pra homem: British GQ

by Eduardo Lautert


Sextou, pessoal. Tudo bem que a semana foi mais curta, mas recebamos o final de semana de braços abertos.

E aproveitando o clima, o assunto de hoje é Youtube.

Não é novidade pra ninguém que o Youtube hoje em dia é uma plataforma gigantesca de conteúdo. Em muitos aspectos como a Netflix, por exemplo. São milhões de canais e histórias variadas, que dão ao espectador controle total do que e quando assistir. Pensando nisso e na nossa eterna busca por conteúdo de moda masculina relevante, hoje compartilhamos mais um canal que é fonte de inspiração: o British GQ, da revista GQ britânica.

E engana-se quem pensa que o assunto ali é só moda, passarelas e estilistas. Não é bem assim. Apesar de ser uma das revistas mais reconhecidas nesse assunto, o canal também cria conteúdos de carros, esportes, arte, decoração, gastronomia, viagens e etc. De dicas infalíveis de como fazer a mala para o feriado a reviews de alguns dos carros mais luxuosos da atualidade e entrevistas com os caras mais bem vestidos do mundo. Ou seja, tudo que, literalmente ou não, faz um homem mais elegante.

Abaixo separamos 3 vídeos que ilustram todo o bom gosto e versatilidade de um dos canais mais elegantes do Youtube:


Referência pra homem: Robert Rabensteiner

by Eduardo Lautert


Licença que lá vem referência. É quarta-feira e como manda a nossa própria tradição, mais um cara que é pura elegância no nosso catálogo.

Robert Rabensteiner é italiano, nascido em Merano - no norte da Itália, editor da L'Uomo Vogue e é considerado hoje em dia um dos caras mais elegantes do mundo. Aos 52 anos, ele mostra que elegância vem muito de entender quais são os seus gostos, atributos e preferências. Mais do que usar o que dizem ser tendência ou que tá na moda, é ter noção do que funciona, combina e ao mesmo tempo transmite originalidade.

Sem esconder os fios de cabelo e barba brancos, ele faz deles seus aliados, criando um estilo icônico e de muito bom gosto. Na maioria das vezes vestindo cores sóbrias e peças pouco espalhafatosas ele sempre acerta em combinações cuidadosamente bem feitas. Com belíssimos chapéus e mantas, ele também aposta em acessórios clássicos e certeiros que mesmo que estampados e de cores vivas, encaixam perfeitamente no conjunto.

Novamente a idade se mostra um ponto a favor do homem. Lembrando todos de que envelhecer não é uma desculpa para deixar de cuidar da aparência e se preocupar com o que veste. E às vezes, uma simples referência pode ser fundamental. 


Jeans com jeans

by Eduardo Lautert


Antecipando o feriado do Dia do Trabalho, nossa pauta hoje se volta para esse tão amado item do nosso guarda-roupas e que tem origem nos uniformes de trabalho há mais de um século atrás. O assunto de hoje é jeans com jeans (ou jeans total).

Como sempre quando o assunto é combinar, tudo depende do tamanho, do corte e de uma boa dose de autocrítica. Explicamos: de nada adianta sair colocando um monte de peça de jeans e achar que vai ficar bonito porque leu que é tendência/é moda. Primeiro porque jeans com jeans nunca foi, vai ser ou deixará de ser tendência. É tudo uma questão de sensibilidade para incorporar o estilo, sem fugir da própria personalidade. Segundo que o tamanho e o corte das peças pode fazer toda diferença: uma jaqueta e uma calça largonas podem ficar chamativos de uma maneira equivocada. O contrário também: calças, camisas e jaquetas muito apertadas também não estão com nada, só evidenciam um exagero totalmente desnecessário. É bom evitar também peças com textura ou lavagem chamativa demais ou muito rasgadas.

Se achar estranho demais, um bom caminho é variar as cores. Jeans preto com jeans azul funciona muito bem. O mesmo com o branco, o marrom e assim por diante. Só não todos de uma vez.

Invista na combinação, lembrando que nem sempre ela pode dar certo. Mas quando dá, o resultado pode ficar assim:


Amor a Toda Prova - o filme

by Eduardo Lautert


Sextou. Mais uma sexta-feira em nossas vidas e aproveitando o clima, aqui vai mais uma dica de filme com figurino inspirador.

"Amor a Toda Prova" é, como muitos devem saber, mais uma comédia romântica com elenco estelar e roteiro cheio de clichês. Verdade. Mas é verdade também que ela tem algumas particularidades interessantes que fazem dela não só um bom passatempo pro final de semana, mas também um filme com uma abordagem diferente, trazendo a perspectiva e os personagens masculinos para o primeiro plano.

Sem falar no figurino, que vem com uma transformação total do personagem de Steve Carell sob tutela de ninguém mais ninguém menos do que Ryan Gosling. Um caso clássico de homem que não liga muito pra aparência e pro tamanho certo das roupas e descobre na mudança de guarda-roupas uma mudança de atitude.

Boas risadas e muitas boas dicas de estilo.


Referência pra homem: Nick Sullivan

by Eduardo Lautert


Nick Sullivan, inglês, fashion director da revista Esquire americana, é a nossa referência nessa semana.

Ele é mais um daqueles que não faz questão de esconder a idade. Sullivan usa os fios brancos de barba e cabelo ao seu favor, passando a imagem de um cara que, além de muito elegante, é maduro e seguro com o seu próprio visual. É aquela velha história de que o cara elegante é o cara que tem confiança e segurança naquilo que veste.

Fã dos blazers e dos casacos de alfaiataria, Nick Sullivan sabe muito bem se virar com as cores. Sem quase nunca vestir roupas pretas e mais 'sérias', ele consegue combinar tons de marrom, azul, cinza e verde com extrema habilidade, nunca deixando o conjunto colorido demais. Quase sempre preferindo tonalidades desbotadas e lavadas ele consegue variar nas cores sem se preocupar em chamar muita atenção.

Discreto com roupa colorida.


O estilo do Coachella 2018

by Eduardo Lautert


Mais uma segunda-feira na vida das pessoas e mais um Coachella na nossa pauta.

Terminou ontem, na California, mais uma edição do festival mais badalado da atualidade. Dividido em dois finais de semana, o Coachella mais uma vez juntou um line up forte, com nomes como Beyoncé, Eminem, The Weeknd, Jamiroquai e David Byrne. Com todo o astral característico do meio do deserto, esse é um festival que atrai olhares não somente pro palco, mas também pro cenário e pra platéia, com muita gente bem vestida desfilando por lá.

Mas como é de praxe, vamos mais uma vez analisar os figurinos de quem subiu no palco de mais essa edição do Coachella:


Pochete

by Eduardo Lautert


Nessa sexta-feira a gente aproveita pra falar sobre uma das principais tendências de moda masculina dos últimos tempos.

Não que a gente seja adepto de tendências. Como já falamos, tendência ou não, se é bonito, elegante e útil, tá valendo. Vai muito de cada um avaliar se combina com o seu estilo e se vale a pena adotar. No caso da pochete, isso não é diferente.

Populares nos anos 80 e 90, as pochetes não só entraram no esquecimento como também viraram sinônimo de breguice. Acontece que como muitas vezes na moda, tudo volta. E as pochetes voltaram com força nesses últimos anos - em muitos casos substituindo bolsas e mochilas de uma forma mais prática.

Se recomendamos? Claro. Pra todos os homens? Claro que não. De novo, antes de adotar qualquer estilo ou tendência, vale uma reflexão: Combina comigo? É útil?
- Feito isso, aqui vão alguns exemplos de diferentes modelos e estilos.


Referência pra homem: Michael Bastian

by Eduardo Lautert


De volta com as referências de quarta-feira, hoje trazemos mais um cara que é exemplo pra muitos homens.

Michael Bastian é um estilista americano que nem parece um estilista de verdade. Isso porque ele se veste com roupas casuais, fugindo daquele estereótipo por vezes exagerado dos seus colegas de profissão. É um estilo bastante contemporâneo, com preferência por peças neutras, estampas tradicionais e pouco espaço para exageros e ousadia em um conjunto inteiro.

Bastian, além de ser um exemplo de homem bem vestido que não ostenta nada, é também uma referência de homem acima dos 40 (ele tem 52), que sabe aliar idade com classe e charme. Um homem que, ao contrário da maioria que chega na idade avançada, não usa roupas velhas e largas, com combinações sem graça, nem pinta o cabelo e se veste como se tivesse 20 anos. Ele sabe manter a elegância apostando em peças discretas com corte impecável.

Mais uma vez a idade e a simplicidade se tornam aliadas do estilo.


Barra da calça

by Eduardo Lautert


Qual é a altura certa da barra da calça?

Antes de mais nada sempre vale lembrar que nada dito aqui deve servir como regra. São apenas dicas, ideias, referências... Vai de cada um absorver e abstrair o que é dito aqui.

Voltando pro assunto dessa segunda-feira, a barra da calça requer muitos cuidados. A começar com o tecido e o estilo da calça. As jeans, mais do dia a dia, têm uma variação grande de possibilidades. Podem funcionar bem curtas, acima do tornozelo (dobrada ou cortada) e podem funcionar cobrindo alguns cadarços do calçado, ficando um ou mais dedos do chão no calcanhar. Para calças sociais - de usar com camisa, sapato e paletó - recomenda-se mais precisão, não deixando que ela crie volume em cima do sapato, devendo cair reta e terminar logo acima dos pés.

Outro fator importante e que influencia essa medida é o corte. Quando o modelo da calça é slim ou skinny, a barra da calça deve começar bem na altura do tornozelo, para evitar volume acima dos pés. Em modelos mais tradicionais e abertos, essa medida desce um pouco, devendo cobrir um pedaço do sapato. Lembrando que essa medida deve ser feita sempre de pé, que é quando estamos em posição natural.

Abaixo vão algumas referências de diferentes modelos e estilos de calças e bainhas.


Decoração pra homem: Eames

by Eduardo Lautert


Sextou. E pra fechar a semana aqui vai uma referência legal de decoração.

Charles e Ray Eames talvez sejam os nomes mais conhecidos do design e da arquitetura moderna (último século). Casados desde os anos 40 e com contribuições notáveis até o fim dos anos 70, ambos foram responsáveis por alguns dos desenhos mais icônicos da história como cadeiras, sofás e armários - sem falar na enorme contribuição com filmes, fotografias e exposições de arte.

Criações que até hoje estão presentes na casa das pessoas, bem como nas páginas dos livros e revistas de decoração. Uma inspiração definitiva, que se mantém contemporânea ao longo de décadas e que consegue combinar diferentes ambientes e diferentes estilos.

Abaixo selecionamos alguns modelos de criação do casal que levam essas características e mais abaixo um TED do neto deles, Eames Demetrios, sobre o legado dos avós.


Referência pra homem: George Lamb

by Eduardo Lautert


A quarta-feira das referências voltou. E dessa vez temos um inglês para a nossa lista.

George Lamb é apresentador de tv e rádio na Inglaterra, onde atualmente comanda o Football Tonight no canal BT Sport. Presente na grande maioria dos eventos de entretenimento londrinos, ele é considerado um dos homens mais elegantes da nação.

Sem fazer questão de esconder os cabelos grisalhos - que já até viraram marca registrada, Lamb usa-os ao seu favor, revelando um cara bem vestido e confiante. Com cores bastante variadas, ele consegue montar figurinos interessantes e nem um pouco exagerados. Fã dos blazers, ele consegue vesti-los combinando o resto de forma muito adequada, independente da ocasião. O segredo está nos complementos, seja uma camiseta básica por baixo, seja com camisa + gravata + lenço.

Um exemplo que muitos homens deveriam seguir: cabelos grisalhos não são sinal de menos elegância. Ao mesmo tempo que usar blazer o tempo todo pode não ser um sinal de falta de criatividade.